14/11/15

Baú Sem Fundo

                                                                                                                                                                Em versos,

nada se esconde...

Neles, de tudo se encontra,

ainda que lá não tenha sido guardado...


Asas...

Cada qual com as suas...


ju rigoni (2008)


Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...

05/02/12

Das Esperas...

Em meio ao inferno dessa primavera,...

onde estão as flores?...


Tomara nunca se tenha

saudades do inverno...


ju rigoni 


Visite também

Fundo de Mim, Dormentes e Navegando...

22/01/12

Ausência

.

Sem travessões à mesa,

duas colheres de reticências

e amargo o café da manhã...


Inútil tentar esculpir

o miolo desse pão dormido...


ju rigoni (2008)


Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...

08/01/12

Princípio

Dúvida,

dor,

alívio,

cura!...


É o poema

o criador

e a criatura...


ju rigoni (2009)


Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...

17/12/11

Realidade

.
.
Muita vez

voo por um céu presumido...


Muita vez

preciso beber

do que não esclarece,

mas entorpece

e me deixa viver

um ou dois

momentos sublimes;

de sonho...


ju rigoni (2005)


Boas Festas e Feliz 2012! 




Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...

04/12/11

Cálice

.
.
À beira dos meus abismos,

por favor, não grite...

Não me torture

à procura de um eco...


ju rigoni (2005)



Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...

20/11/11

N(ovo)?

.
.

Às claras, a pergunta...


Onde estão as gemas?...


Os necessários seres, -


os tais Humanos?



ju rigoni (1998)




Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...

06/11/11

Corte



Arrasta no chão,

sem bainha,

o sentimento...




Tento enfiar as linhas

no buraco apertado

da minha agulha.



Admito!

Não sei costurar...


ju rigoni (2005)



Visite também

Fundo de Mim, Dormentes, Navegando...